6.15.2011

Hard Fellings #2


Passados uns dias...  (Francisco)

O Rui e o Miguel jogavam Call of Duty. O meu Ipod tocava em aleatório, a minha mão apenas levava o cigarro à boca. Eu não queria a Liliana para nada. A Daniela...  eu queria de volta aquele cabelo ruivo. Sentia falta daquelas curvas, e das nossas conversas nosense até as 5 da manhã. Passarmos horas deitados na cama só a ouvir Pink Floyd, Joy Division, The Smiths e The Clash.
Levantei-me e fui até à janela. Eu ia tê-la de volta, tinha de consegui-lo.
Rui: Hoje vamos todos à festa do Rodrigo.
Francisco: É hoje? Fogo, já me tinha esquecido.
Rui: Sim, e ouvi dizer que vai haver muita coisa interessante.
Miguel: Muitoo bem, só falta telefonar ao João e ao Tiago. 
Francisco: Alright.
Rui: Francisco, ou tu consegues a Daniela de volta, ou nós arranjamos-te uma bela loira toda fina, que dizes?
Francisco: Odeio loiras...
Miguel: Não faz mal, arranjamos-te uma morena. Vais ver que não há lugar para tristezas naquele sítio.
Rui: Ui. Tu no ano passado faltas-te. Fodasse, foi a festa do ano. É verdade, tens de convidar a tua irmã, ela vai amar aquilo.
Francisco: Logo vejo isso. Vou a casa tomar banho e jantar. Mais logo telefona-me Miguel.
Miguel: Na boa, depois digo-te onde é.

(Daniela)



Tiago: Daniela, mas que merda é que andas a fazer?
Desviei a cabeça do livro e olhei para ele.
Daniela: Ler um livro.
Tiago: Sabes muito bem ao que me refiro.
Ele parecia fulo comigo, mas não estava com disposição para aturar as merdas dele.
Daniela: Não é nada da tua conta.
Tiago: Passa a ser da minha conta porque eu já não te conheço.
Daniela: What? Oh Tiago, tu conheces-me, eu estou normal contigo e com toda a gente.
Tiago:  Normal? É a isso que lhe chamas?
Daniela: Só porque em vez de ter namorado, ando a aproveitar a vida?
Tiago: Chamas-lhe "aproveitar a vida"?  Já fizeste muita coisa, e muita dela foi porcaria e eu também. Mas nisto?
Daniela: Não gozes comigo Tiago. Qual é o mal de eu "mastigar" e "deitar fora"? Aliás, não eras tu que fazias isto antes de estares com a Erica?
Tiago: Não vires o feitiço contra o feiticeiro. Apenas pára de agir assim por favor.
Daniela: Já percebi. Foi o Francisco que te pediu para vires falar comigo não foi?
O Tiago desviou o olhar e eu reconheci que era verdade.
Daniela: Ai aquele cabrão vai ouvi-las.
Tiago:  Tecnicamente, ele não me disse nada.
Não quis ouvir mais. Saí da casa dele e bati com a porta. Era só o que me faltava, o meu melhor amigo, a virar-se contra mim.
Começou a chover e eu não apressei o passo. Queria sentir a chuva, gota a gota.
Quando cheguei a casa tomei banho, vesti-me e liguei a aparelhagem. Ao som de Pink Floyd fumei um cigarro, e o meu cérebro finalmente ficou On.Precisava de superar os limites. Tinha de tentar alguma coisa diferente. Precisava de me sentir viva. Não queria voltar para o Francisco e vou fazer de tudo para não voltar para o buraco onde estava.
O meu telemóvel vibrou. Uma sms da Kat:
"Consegui arranjar convites para a festa do Rodrigo, é esta noite. Vens?"
Sorrio e respondo-lhe que sim.
Perfeito.

(...)

3 comentários:

Kat disse...

a tua inspiração é fantástica! Ansiosa por ler mais ;)

Ana disse...

Temos que pensar que é por uma boa causa! ADORO o que escreves!

Ana disse...

Obrigada mesmo. E eu amo o teu, fiquei super contente por dares continuação à história, estou a adorar <3
Pois não, nascemos as duas em anos errados ao que parece :b